quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Interpretação de poemas - 6º ano


Leia silenciosamente os poemas:
Poema 1

A namorada
Havia um muro alto entre nossas casas.
Difícil de mandar recado para ela.
Não havia e-mail.
O pai era uma onça.
A gente amarrava o bilhete numa pedra presa por
um cordão
e pinchava a pedra no quintal da casa dela.
Se a namorada respondesse pela mesma pedra
era uma glória!
Mas por vezes o bilhete enganchava nos galhos da
goiabeira
e então era agonia.
No tempo do onça era assim.
Manuel de Barros.

Poema 2

Vênus
Madrugadinha:
Vênus machuca
O coração da gente
De solidão azul.
Roseana Murray

Poema 3

Mapa
Tinha tanto remendo
a calça do Raimundo,
que ele estudava nela
a geografia do mundo.
Mariah Dinorah
Poema 4

Lagoa
Eu não vi o mar.
Não sei se o mar é bonito,
não sei se ele é bravo.
O mar não me importa.

Eu vi a lagoa.
A lagoa, sim.
A lagoa é grande
e calma também.

Na chuva de cores
da tarde que explode
a lagoa brilha,
a lagoa se pinta
de todas as cores.
Eu não vi o mar.
Eu vi a lagoa...
Carlos Drummond de Andrade
Poema 5

Quem tem o quê
Sapato tem pé,
Passarinho tem árvore,
Fogueira, carvão.

Ovo tem ninho,
Bicicleta tem brisa,
Morcego, escuridão.

Histórias têm livros,
Tesouros têm piratas,
Vacas, bois.

Lágrima tem saudade,
País tem mapa,
Antes, depois.
Laurabeatriz e Lalau

Poema 6

Hai-kai de outono
Uma folha, ai
melancolicamente
cai!
      Mário Quintana
Poema 7

Autopsicografia
O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que leem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.
Fernando Pessoa

1. Após a leitura, pegue lápis de diferentes cores e pinte as rimas que vocês encontraram em cada poema.
2. Agora que você conhece um pouco mais sobre rimas, responda às seguintes questões:
a) Quais poemas apresentam versos brancos, isto é, versos que não rimam?
b) Quais poemas apresentam rimas externas (que aparecem no final dos versos)?
3. O poema 6 intitula-se “Hai-kai de outono”. Você já ouviu falar em haicai?
Leia o boxe abaixo para conhecer esse tipo de poema.
Haicai
É um tipo de poema de origem japonesa. Os poetas brasileiros que produzem haicais procuram respeitar algumas regras que lhes são próprias: poemas delicados de apenas três versos que procuram traduzir, em poucas palavras, um inesperado encanto na simplicidade da natureza.

4.Procure livros de haicai. Caso não encontre, pesquise na internet. Faça uma lista das características que a maioria desses poemas apresenta e registre em seu caderno.
a) Têm rimas?
b) São formados por quantas estrofes?
c) São formados por quantos versos?
d) Quais são os temas abordados?
5. Com base em sua pesquisa, responda:
a) Observando o poema “Hai-kai de outono”, você acha que o poeta Mário Quintana seguiu a forma de um haicai?
b) Quais são as palavras que rimam nesse poema?
c) Qual a brincadeira sonora feita pelo poeta com essas rimas?
6. Quadras são poemas de uma estrofe com quatro versos. A rima é um elemento comum nesses textos, mas há quadras com versos brancos, isto é, que não rimam.
a) Nos poemas anteriores, identifique quais são quadras.
b) O que você pode perceber em relação às palavras que rimam? Em que lugar dos versos elas estão localizadas? Há alguma regularidade no uso das rimas nos versos?

2 comentários:

  1. Parabéns pela atividade, professora, ela é muito bacana. E os poemas são fantásticos, deliciosos. Você me deu ótimas ideias para um trabalho avaliativo com minhas turmas. A princípio, parabéns também pelo blog. Ele é ótimo.

    ResponderExcluir