segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Literatura – 6º ano


Fábulas
Ler fábulas é muito divertido. Nelas os animais falam e suas aventuras sempre nos fazem refletir sobre situações que vivemos no cotidiano...
Um grego chamado Esopo gostava de contar histórias simples e divertidas, com lições moralistas, utilizando os mais variados animais como personagens.
No século XIV um monge bizantino teve a idéia de reuni-las. Desde então, vários escritores se dedicaram a reescrever as clássicas fábulas.
Vejam os dois próximos textos: o primeiro foi escrito por Ruth Rocha.
O segundo, por Olavo Bilac. Vamos Ler?
Texto 1
O lobo e o cão
Ruth Rocha
Certo dia, um Lobo só pele e osso encontrou um cão gordo, forte e com o pêlo muito lustroso enquanto andava pela estrada. Via-se bem que não passava fome. O Lobo, admirado, quis saber onde é que ele conseguia obter tanta comida.
- Se me seguires ficarás tão forte como eu - respondeu o cão. - O homem dar-te-á restos saborosos.
- Mas o que preciso fazer em troca? - quis saber o Lobo.
- Muito pouco, na verdade - respondeu o Cão. - Uivar aos intrusos, agradar ao dono e adular os seus amigos. Só por isto receberás carne e outras iguarias muito bem cozinhadas. De vez em quando, receberás também festas no dorso.
O Lobo ficou encantado com a ideia e meteram-se ambos ao caminho. A dada altura, o Lobo reparou que o cão tinha o pescoço esfolado.
- O que tens no pescoço? - perguntou.
- Nada de grave. É da argola com que me prendem - explicou o Cão.
- Preso? Então não podes correr quando queres?
- exclamou o Lobo. - Esse é um preço demasiado elevado: não troco a minha liberdade por toda a comida do mundo.
Dito isto, desatou a correr o mais depressa que pode para bem longe dali.
Moral da história:
A tua liberdade não tem preço.
oficinadaslinguasclubedeleitura.blogspot.com
Gostou da fábula? Então, localize no texto:
1. Os personagens que aparecem na história.
2. O lugar onde os personagens estavam.
3. Como o autor descreveu o estado físico do Lobo.
4. E o Cão? Qual era a aparência dele.
Agora responda:
1. Qual o conselho do Cão para que o Lobo conseguisse comida?
2. O Lobo gostou da idéia?
3. Por que motivo o Lobo não aceitou a proposta do Cão?

TEXTO 2
Lobo e o cão
(fábula de Esopo por Olavo Bilac)
Encontraram-se na estrada
Um cão e um lobo. E este disse:
Que sorte amaldiçoada!
Feliz seria, se um dia
Como te vejo me visse.
Andas gordo e bem tratado,
Vendes saúde e alegria:
Ando triste e arrepiado,
Sem ter onde cair morto!
Gozas de todo o conforto,
E estás cada vez mais moço;
E eu, para matar a fome,
Nem acho às vezes um osso!
Esta vida me consome...
Dize-me tu, companheiro:
Onde achas tanto dinheiro?
Serás feliz, se quiseres
Deixar tudo e vir comigo;
Vives assim porque queres...
Terás comida à vontade,
Terás afeto e carinho,
Mimos e felicidade,
Na boa casa em que vivo!
Foram-se os dois. em caminho,
Disse o lobo, interessado:
Queé isto?"Por que motivo
Tens o pescoço esfolado
— “É que,às vezes, amarrado
Me deixam durante o dia...
Amarrado? Adeus amigo!
(Disse o lobo) Não te sigo!
Muito bem me parecia
Que era demais a riqueza...
Adeus! Inveja não sinto:
Quero viver como vivo!
Deixa-me, com a pobreza!
— Antes livre, mas faminto,
Do que gordo, mas cativo!”
Fonte: pt. wikisource.org


Localize no texto escrito por Olavo Bilac
1.Os personagens que aparecem na história.
2.O lugar onde os personagens estavam.
Agora, responda:
1. Como o autor descreveu o estado físico do Lobo?
2. E o Cão? Qual era a aparência dele?
3. Qual o conselho do Cão para que o Lobo conseguisse comida?
4. O Lobo gostou da idéia?
5. Por que motivo o Lobo não aceitou a proposta do Cão?
Você percebeu que os dois textos contam a mesma história? Observe que os textos têm formatos diferentes.Vamos compará-los?
Texto 1 – Ruth Rocha
Titulo:
Narrador:
Personagens:
Cenário:
Moral da história:
Texto 2 – Olavo Bilac
Titulo:
Narrador:
Personagens:
Cenário:
Moral da história:
Retirado do site: www.rio.rj.gov.br/web/sme

Nenhum comentário:

Postar um comentário